WEBRADIOESPERANÇANOSSA

SE QUISER OUVIR A RADIO SO APERTA O PLAY Image and video hosting by TinyPicv>

Atenção

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Procurador aponta contradições e cobra MPF por não agir contra Gleisi depois de ela dizer que 'vai ter que matar gente'

  
O procurador Marcelo Rocha Monteiro questionou a inércia do Ministério Público Federal face às ameaças propagadas pela senadora ré e presidente do PT, Gleisi Hoffmann. Monteiro comparou o tratamento dado a Gleisi com o tratamento dado a outros políticos. Lembrando que o MPF agiu para impedir a posse de Cristiane Brasil e processou o deputado Jair Bolsonaro, mas nada faz contra a senadora ré, o procurador pergunta: "É isso mesmo, MPF?". Acesse 5 documentários completamente gratuitos reescrevendo a História do Brasil! Professores comunistas tentaram distorcer mais de 500 anos de nossa História, alegam especialistas. Clique aqui para assistir e saber ma
a abaixo o texto do procurador: O fato de uma deputada ter respondido a reclamação trabalhista violou - segundo procuradores do Ministério Público Federal - o princípio da moralidade pública, e a impediu de assumir um ministério. A frase de um deputado para uma colega que o ofendera chamando-o de estuprador (“e a senhora não merece ser estuprada”) constituiu - na visão do então chefe do mesmo MPF, o Procurador-Geral Janot - “apologia ao estupro” (santa ignorância!) e gerou um processo criminal contra o deputado. O discurso da senadora do nariz arrebitado não fere a moralidade, não incita à violência, é apenas o legítimo exercício da liberdade de expressão. É isso mesmo, MPF?
 FONTE:http://www.folhapolitica.org

Gleisi surta e afirma que “para prender Lula, vai ter que matar gente”

   
Ainda hoje, (16), publiquei a notícia em que Gleisi afirma que as manifestações do PT não são violentas, mas pacíficas, (leia aqui). Mas poucas horas depois, explode a informação que a senadora disse que para Lula ser preso, “vai ter que prender muita gente, mais do que isso, vai ter que matar gente“. As declarações de Gleisi, dadas ao site Poder360, ocorrem após o presidente do TRF-4 ir a Brasília discutir questões de segurança durante o julgamento do recurso petista. Lula foi condenado a nove anos e seis meses de prisão pelo juiz Sergio Moro.
— Para prender o Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente. Aí, vai ter que matar — afirmou Gleisi.
A possibilidade de prisão de Lula logo após decisão do TRF-4 no dia 24 de janeiro — caso a condenação venha a ser confirmada pelo tribunal — foi descartada pelo próprio tribunal. Na última semana, o TRF-4 divulgou nota afirmando que eventual prisão dos envolvidos no julgamento só ocorrerá após a análise de todos os recursos cabíveis à corte.

Ao Poder360, Gleisi Hoffmann declarou esperar apenas a absolvição de Lula, criticou o processo judicial e disse que uma eventual condenação significará que os juízes “desceram para o ‘play’ da política […] No ‘play’ da política nós vamos jogar […] E vamos jogar pesado”.
Segundo ela, o resultado do caso no TRF-4 não pode tirar o petista da disputa pela Presidência, em outubro.
FONTE:http://fernandofrancischini.com.br/

Lula ataca juízes, mídia e diz que ‘Bolsonaro vai comer o pão que o diabo amassou’

  
Deu na Gazeta, que diante de uma plateia de cerca de mil apoiadores, majoritariamente da área da “cultura”, Lula  fez uma série de críticas sobre o papel da imprensa na cobertura política atual e o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ).
“Depois que eles extirparam os ‘tumores’ que eram eu e Dilma eles não pensaram que ia surgir uma coisa como o Bolsonaro”, disse. E aproveitou para comentar reportagens tendenciosas que levantam suspeitas sobre a evolução patrimonial do parlamentar e o uso de sua verba de gabinete na Câmara. “O Bolsonaro vai agora comer o pão que o diabo amassou. A mídia vai fazer com ele o que tentou fazer comigo durante anos sem encontrar nada”, disse.
O petista afirmou ainda que seus opositores “querem transformar o Brasil no Caldeirão do Huck”, numa referência ao apresentador da TV Globo Luciano Huck, aventado como possível candidato à Presidência, embora já tenha negado a possibilidade.
O ex-presidente voltou a fazer críticas ao juiz Sérgio Moro, que o condenou em primeira instância a nove anos e seis meses de prisão no caso do tríplex. “Juízes com o comportamento dele deveriam ser exonerados.”
Réu da Lava Jato, Lula será julgado pelo Tribunal Regional Federal (TRF-4) no dia 24, em Porto Alegre, no caso do tríplex do Guarujá (SP). Segundo a Justiça, o apartamento teve a reforma paga pela empreiteira OAS, que recebeu em troca vantagens indevidas. O ex-presidente nega que o imóvel seja dele. “Eu ia roubar R$ 500 mil quando poderia ter um apartamento cheio de mala de dinheiro?”, disse, recebendo muitos aplausos da plateia.
“Estamos vivendo um momento irrealista. Eles anestesiaram o País, inventaram uma doença chamada PT e Dilma para fazer uma cirurgia para consertar o Brasil. Quando viram que não tinham extirpado a doença toda, inventaram outra, o Lula, que é o tumor dessa doença”, afirmou, no evento no Rio.
FONTE:http://fernandofrancischini.com.br/

Lula ataca juízes, mídia e diz que ‘Bolsonaro vai comer o pão que o diabo amassou’

   
Deu na Gazeta, que diante de uma plateia de cerca de mil apoiadores, majoritariamente da área da “cultura”, Lula  fez uma série de críticas sobre o papel da imprensa na cobertura política atual e o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ).
“Depois que eles extirparam os ‘tumores’ que eram eu e Dilma eles não pensaram que ia surgir uma coisa como o Bolsonaro”, disse. E aproveitou para comentar reportagens tendenciosas que levantam suspeitas sobre a evolução patrimonial do parlamentar e o uso de sua verba de gabinete na Câmara. “O Bolsonaro vai agora comer o pão que o diabo amassou. A mídia vai fazer com ele o que tentou fazer comigo durante anos sem encontrar nada”, disse.
O petista afirmou ainda que seus opositores “querem transformar o Brasil no Caldeirão do Huck”, numa referência ao apresentador da TV Globo Luciano Huck, aventado como possível candidato à Presidência, embora já tenha negado a possibilidade.
O ex-presidente voltou a fazer críticas ao juiz Sérgio Moro, que o condenou em primeira instância a nove anos e seis meses de prisão no caso do tríplex. “Juízes com o comportamento dele deveriam ser exonerados.”
Réu da Lava Jato, Lula será julgado pelo Tribunal Regional Federal (TRF-4) no dia 24, em Porto Alegre, no caso do tríplex do Guarujá (SP). Segundo a Justiça, o apartamento teve a reforma paga pela empreiteira OAS, que recebeu em troca vantagens indevidas. O ex-presidente nega que o imóvel seja dele. “Eu ia roubar R$ 500 mil quando poderia ter um apartamento cheio de mala de dinheiro?”, disse, recebendo muitos aplausos da plateia.
“Estamos vivendo um momento irrealista. Eles anestesiaram o País, inventaram uma doença chamada PT e Dilma para fazer uma cirurgia para consertar o Brasil. Quando viram que não tinham extirpado a doença toda, inventaram outra, o Lula, que é o tumor dessa doença”, afirmou, no evento no Rio.
FONTE:http://fernandofrancischini.com.br/

Lula admite REGIME DITATORIAL se eleito: “vai haver uma regulação dos meios de comunicação”

  
O pré-candidato à presidência pelo PT, Lula, usou as redes sociais para ameaçar os veículos de comunicação brasileiros, colocando a Revista Veja como exemplo:
“A Veja é uma central de mentiras. Eu quero que eles saibam. Trabalhem pra eu não voltar. Porque se eu voltar vai haver uma regulação dos meios de comunicação.”, disse o petista. “A gente não pode continuar permitindo que meia dúzia de famílias sejam donas dos meios de comunicação”, continuou Lula.
   
É uma confissão clara de que, caso volte ao poder, Lula (ou outro candidato petista, que certamente seria “aconselhado” por ele), fará o Brasil entrar de vez numa ditadura comunista, aos moldes do que ocorre na Venezuela.
Não bastasse essa declaração, Lula continua, tratando da ferramenta de poder mais importante em qualquer ditadura: As escolas. O ex-presidente condenado admitiu também, “federalizar” o ensino médio, ou seja, não basta transformar as universidades em curral eleitoral e centros de lavagem cerebral, para formar seu exército. Para a propagação do seu domínio bolivariano, é preciso fazer o mesmo em todos os níveis escolares, algo parecido com o que é feito na Coréia do Norte.
     
Se faltavam bons motivos pra lutar pelo fim desse partido, creio que agora existem em excesso.
FONTE:http://fernandofrancischini.com.br/

Petista Osmar Prado SURTA quando mulher chama Lula de ladrão

  
Osmar Prado, o ator da Globo que outrora vivenciou momentos de grande sucesso, atualmente experimenta a repugnante opção de ser um militante petista, cego e idiota, repleto de estupidez.

Ele acredita, ou pelo menos representa bem, que Lula é realmente 'a alma mais honesta do Brasil'.

Nesta terça-feira (16), após um melancólico discurso em homenagem ao seu herói (Veja Aqui), já na saída do evento, quando dava uma entrevista e bradava que ‘eleição sem Lula é fraude’, foi questionado por uma mulher: ‘mesmo que ele seja um ladrão’?

No melhor estilo ‘José de Abreu’, Osmar Prado foi pra cima, só faltou cuspir.

Triste fim de carreira.
..
FONTE:https://www.jornaldacidadeonline.com.br

terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Lula avisa ao TRF4 que embarca para a África após seu julgamento Ex-presidente, que não será preso mesmo se o tribunal mantiver condenação, participará de reunião de líderes africanos na Etiópia de 26 a 29 de janeiro

Ex-presidente Lula em evento organizado pelo PT para discutir propostas para a economia brasileira
O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) enviou nesta terça-feira ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) um documento informando que irá viajar para a África logo depois do julgamento de seu recurso na Corte contra a condenação a nove anos e meio de prisão pelo juiz Sergio Moro, na Operação Lava Jato.
No documento, os advogados informam que o petista foi convidado pela African Union Commission para participar em 27/01/2018 de um encontro de líderes na Etiópia (…), para onde embarcará na véspera, com retorno em 29/01/2018”.
A viagem do presidente já era conhecida, o que houve nesta terça-feira foi a formalização ao tribunal. Segundo os defensores, a comunicação foi feita em “atenção à lealdade processual”.O próprio TRF4 já havia informado, em comunicado no seu site, que Lula não corre risco de ser preso caso a sua condenação seja mantida pelo tribunal. Se esse for o desfecho, ele ainda poderá  recorrer na própria Corte contra a decisão – a prisão só poderá ser determinada quando não houver mais possibilidade de recurso no mesmo tribunal.
fonte:https://veja.abril.com.br

Comentario